Identificação de autoria: Scopus Author ID e IraLis

Descrição da imagem: Figura com fundo vermelho. Centralizado no topo está escrito Identificadores de Autor. Na parte inferior direita aparece o desenho de um crachá. Nele predomina a cor verde claro.

Nas últimas postagens falei sobre o Orcid e o ReseracherID, que são os identificadores de autor mais utilizados no ambiente acadêmico. Porém, existem outras iniciativas menores e/ou centradas em nichos e plataformas específicas que também se dedicam a essa questão. No post de hoje vou apresentar duas delas.

Scopus Author ID

O Scopus Author Identifier é um código numérico criado e adotado pela base Scopus a fim de agrupar sob um mesmo código todos os documentos escritos por uma mesma pessoa. Diferente do Orcid e do ResearcherID, não é necessário realizar um cadastro, pois o identificador é criado pelo algoritmo da Scopus, todavia autores podem solicitar correções em seus nomes e ou trabalhos a ele vinculados, por exemplo. Esse identificador abarca apenas pessoas que tenham artigos indexados na referida base.

Mais informações, em inglês, sobre o Scopus Author Identifier podem ser obtidas neste link.

International Registry of Authors-Links to Identify Scientists (IraLis)

Apesar do nome em inglês, o IraLis é uma iniciativa espanhola. O projeto IraLIS foi pensado sobretudo para os países de língua espanhola, onde é grande o número de ambiguidades devido ao tamanho dos nomes e ao fato do sobrenome principal não ser o último. Qualquer pessoa pode se cadastrar. O IraLis também atua como o modelo de escrita de nomes de autores usado pelo Repositório E-LIS.

Mais informações, em espanhol ou inglês, sobre o IraLis podem ser obtidas neste link.

Como vocês puderam perceber, nem sempre as iniciativas aqui listadas originam um código identificador, mas todas buscam padronizar e diminuir ambiguidades e atribuições incorretas de autoria. Evitar esse tipo de problema é fundamental para atribuição de créditos a pessoas por suas pesquisas, condução de avaliações acadêmicas, cálculo de métricas de citação e melhoria nos processos de busca e recuperação da informação.

Usou esta postagem? Então, faça a referência:

SANTOS, Izabel Lima dos. Identificação de autoria: Scopus Author ID e IraLis. In: SANTOS, Izabel Lima dos. Estante de Bibliotecária. Fortaleza, 21 maio 2021. Disponível em: https://estantedebibliotecaria.com/2021/05/21/identificacao-de-autoria-scopus-author-id-e-iralis/. Acesso em: dia mês ano.

O ResearcherID acabou?

Alguns dias atrás escrevi uma postagem aqui no blog explicando por quais razões você deve possuir e manter atualizado o seu ORCID. Hoje vou continuar falando sobre identificadores de autor ao tratar de um identificador que passou por um rebranding grande: o ReseracherID.

Criado em 2008 pela Thomson Reuters (atualmente denominada Clarivate Analytics) para atuar como um identificador único de autor e, assim, resolver problemas de atribuição de autoria de trabalhos acadêmicos, o ReseracherID, provavelmente, foi a primeira iniciativa desse tipo que atingiu significativa adesão entre pesquisadoras(es) ao redor do mundo.

Continuar lendo

Preciso atualizar meu ORCID?

O ORCID, cujo nome completo é Open Researcher and Contributor ID, é um código numérico composto por 16 dígitos que busca criar uma identificação única para pesquisadoras e pesquisadores.

Sigla ORCiD está escrita nas cores cinza e verde. São cinzas as 3 primeiras letras e verdes as duas últimas. Abaixo dela está escrito, na cor cinza, "Conectando pesquisas e pesquisadores".
Descrição da imagem: A sigla ORCiD está escrita nas cores cinza e verde. São cinzas as 3 primeiras letras e verdes as duas últimas. Abaixo dela está escrito, na cor cinza, “Conectando pesquisas e pesquisadores”.

Numa das minhas participações no Plurissaberes Podcast (antigo BCHCast) expliquei de modo um pouco mais detalhado o que é o ORCID, como se cadastrar e em que situações ele é utilizado. Porém, por se tratar de um episódio introdutório, não consegui me aprofundar num aspecto em que pesquisadoras(es) brasileiras(os) costumam derrapar: a atualização do ORCID. Na postagem de hoje vou tentar preencher essa lacuna.

Continuar lendo

Internet Blog Serial Number – IBSN

O desenvolvimento de padrões e/ou códigos que permitam a identificação unívoca de publicações é prática disseminada no mundo inteiro. Exemplos disso são o International Standard Book Number (ISBN), atribuído a livros, e o International Standard Serial Number (ISSN), atribuído a publicações periódicas. Desde o dia 06 de fevereiro de 2006, o Internet Blog Serial Number (IBSN) passou a integrar esse grupo.

O IBSN surgiu na Espanha visando atender a demanda de blogueiros que solicitavam números ISSN para seus blogs, mas tinham seus pedidos negados. Essa iniciativa da sociedade civil não possui vínculo governamental e nenhum tipo de normalização advinda de alguma outra entidade. Entretanto, surgiu para atender demanda semelhante a de outros números de identificação, ou seja, proteger os blogs “[…] contra plagiadores e usuários maliciosos.” (GLENYR, 2014). Além disso, como consta na página da iniciativa “contrariamente às publicações tradicionais , cujo conteúdo não muda uma vez que é publicado, um blog cresce e evolui através do tempo. A fim de não perder essa identidade , precisamos de um registro diferente dos tradicionais.” (IBSN, [2008], tradução nossa), ou seja o IBSN também tem a função de garantir a correta identificação de um blog independente das mudanças de conteúdo, estrutura e aparência que ele sofresse.
Continuar lendo